Conferências de Metafísica

Desde 1988 a Fraternidade Pax Universal vem realizando anualmente a Conferência Internacional de Metafísica, sob a coordenação de Carmen Balhestero.

 

Mesmo coordenada por pessoa que trabalha dentro de uma linha espiritual definida, a Conferência Internacional de Metafísica não visa angariar adeptos para esta ou aquela doutrina, mas, antes, caracteriza-se por oferecer ao público um painel abrangente de assuntos ligados à área espiritual e holística em que predomina o ecletismo na escolha dos conferencistas.

 

Reunindo astrólogos, ufólogos, espíritas, esotéricos, místicos, profissionais de auto-ajuda e de terapias holísticas e naturais, padres, rabinos, xamãs, médiuns, umbandistas, tarólogos, químicos, arqueólogos, representantes do movimento da nova era, músicos, artistas plásticos e muitos outros profissionais do Brasil e do exterior, as Conferências visam apenas informar; assim, cada participante tem condições de avaliar e tirar suas próprias conclusões.

 

Por conta do sensacionalismo que, invariavelmente, acaba envolvendo eventos dessa natureza, a Pax sempre adotou uma postura de extrema discreção na divulgação das Conferências, o que, todavia, não impediu que profissionais da imprensa percebessem a importância do evento e lhe dessem cobertura, como foi o caso da primeira Conferência, realizada na USP, em 1988, que, surpreendentemente, mereceu reportagem de página inteira no Jornal da Tarde pelo seu, então, repórter, Marcos Faerman. Igualmente, outros importantes jornalistas da imprensa falada e escrita deram cobertura às Conferências, mas a Pax optou por não citá-los, pois poderia cometer a indelicadeza de esquecer-se de algum.

 

Um breve histórico das conferências
Como tudo na vida de Carmen Balhestero, também as Conferências Internacionais de Metafísica começaram a ser realizadas a pedido de Saint Germain. (Carmen conta que o Mestre visitou-a em Mount Shasta, na Califórnia, em fevereiro de 1988, e pediu-lhe que tomasse providências a respeito.)

 

As sete primeiras Conferências (de 1988 a 1994), cujo objetivo era despertar as pessoas do Brasil para a própria espiritualidade, foram muito bem-sucedidas, tanto que após a realização das duas primeiras, na USP (Universidade de São Paulo), a Pax precisou buscar um espaço mais amplo para as seguintes, que passaram a ser realizadas em auditórios do Anhembi, em São Paulo. A partir de 1995, as irradiações cósmicas das Conferências foram ampliadas e áreas como a autocura, o poder da energia feminina e o poder da magnetização passaram a ser incluídos na temática do evento. Atualmente, porém, as irradiações têm convergido para a tônica dos ensinamentos de Saint Germain e dos Mestres, que é a “co-criação e a manifestação da própria felicidade, agora”.

 

Já participaram das Conferências: J. J. Hurtak (pesquisador NASA, autor das Chaves de Enoch), Aeoliah, Saul Steinberg, J. J. Benitez (autor dos Cavalos de Tróia), Sierra Voss, Master Choa Kok Sui, Erik Berglund, José Argueles, Pablo Vilarrubia, João Pio de Almeida Prado, Meir Schneider, Paulo Coelho, Dr. Chet Snow, Luiz Scortecci de Paula, Gasparetto, Ney Prieto Perez, Joshua Shapiro, Edwin Florez Zevallos – K´uichy, James Twyman, Dr. Richard Boylan – PHD, Barbara Wolf, Margaret Fikioris, Silver Star entre outros.